3 de jan de 2009

D...D...D....
OLÁ, GENTE LINDA!!!
Meninas essas férias arrazam qualquer RA. Misericórdia, eu tenhosofrido horrores aqui em casa com tanta comilânça toda hora, aqui tudo é motivo pra comer. Nossa, meu Deus, dai-me forças!!!!!
Segunda-feira eu retornarei em um turno, vamos ver se começo a entrar no ritmo direitinho da RA, aí então vou começar a estabelecer outra vez um dia pra pesagem e voltar a controlar direitinho. Eu queria tanto comprar uma balança pra mim, toda vez que quero me pesar tenho de ir a uma farmácia e por mais que eu tente sempre me pesar no mesmo lugar e horário, muitas vezes não dá. Pior é que agora não vai dar pra comprar pq estou atolada em dívidas, estou construindo um novo quarto pra mim (lindinho, com banheirito que está ficando fofo)e a gente gasta horroressssss.
Amores, até mais, vou encerrar esse post colocando o segundo passo para a minha disciplina em 2009, é do mesmo site do outro.

Vamos lá, devagar e conquistando um dia por vez!!!!!!

passo 2: Monitoração do comportamento alimentar
Se você fosse fazer um determinado exame do coração, teria que permanecer de 24 a 48 horas com eletrodos no peito que, ligados a um aparelho, registrariam o comportamento do músculo cardíaco em todas as situações do seu dia. Aí, seria possível identificar quais os eventos que provocaram alterações importantes nos batimentos, por exemplo.
Para examinar o seu comportamento alimentar, o ideal seria adotar o mesmo método. Mas, como ainda não existe um aparelhinho capaz de fazer esse tipo de análise, você pode anotar de forma detalhada tudo o que comeu e em que condições. Era fome? O que sentiu ou pensou naquele momento? Quanto comeu? O que fez ou sentiu ou pensou logo depois de comer? A fome veio depois de algum acontecimento específico?
Nem todo mundo se sente à vontade para registrar essas emoções, pensamentos e sensações. Mas estudos mostram que esse simples hábito diminui em 10 a 20% o número de calorias que você está acostumada a ingerir. Além disso, permite que você conheça quais as situações que fazem com que você coma demais, ou seja, o que é que leva você a atacar a geladeira mesmo quando não tem fome.
A monitoração é, então, uma forma de autoconhecimento. Dá para reparar, por exemplo, em alguns hábitos que, de tão automáticos, passavam despercebidos. Por exemplo, que toda vez que você senta à frente do computador, saca aquele chocolatinho guardado na gaveta...
Anote tudo:

1. Data/Hora
10/06
10:35
2. O que estava acontecendo?
Esperando um telefonema do namorado
3. O que pensava ou sentia?
Estava com raiva e preocupada porque sempre fico esperando.
4. Era fome?
Não!
5. O que fez depois?
Comi o que tinha pela frenet e me senti um lixo!

2 de jan de 2009

DETERNINAÇÃO...DISCIPLINA....DISCERNIMENTO....
Olá, queridas!!!!
Esses dias estive direto na cozinha aqui em casa, mas aproveitei também para ir fazendo pratinhos saudáveis, claro que não deu pra deixar de fazer aqueles tradicionais que são uma bomba calórica : Leitão assado. Nossa uma delícia, mas um prejuízo em qualquer RA.
VAmos lá com todo gás esse ano novo, conquistar novas metas e ser muito mais feliz, além de mais saudável também, claro.
NOVIDADE:
Vou contar com um apoio bem especial esse ano, preciso realmente de alguém próximo de mim para eu conseguir, afinal quem vive ou vivcveu esse drama é que pode de verdade apoiar nos momentos certos. Eu chamarei de um apadrinhamento que terei, de acordo com o desenrolar das coisas eu postarei as novidades.
Sabia que aqui em casa ninguém bota fé que eu possa emagrecer, pelo contrário é uma zombaria da minha cara, isso é horrível, puxa laaaaaaaaaaaaaaaaaá pro fundão do poço. mas aqui é tão bom poder falar de peito aberto, sem vergona ou medo de ser zombada.
Para atingir minhas metas esse ano vou ter de mudar alguns hábitos e o primeiro será aprender a comer devagar, vou ter de me educar pra isso. Peguei umas dicas, olhem só:

passo 1: Comer lentamente
Comer muito depressa é uma das características mais delicadas do comportamento alimentar de quem quer emagrecer. Você sabia que quando ingerimos a comida devagar nos sentimos saciados com menos alimento? É que o cérebro leva cerca de 20 minutos para mandar embora a sensação de fome, não importa o quanto você tenha comido. Para diminuir a velocidade, considere as dicas a seguir:

1. Coloque pequenas quantidades de alimento no garfo. Deposite os talheres na borda do prato enquanto mastiga devagar.
2. Não coloque outro alimento na boca antes de engolir o primeiro bocado.
3. Saboreie o alimento. Quanto mais tempo a comida permanece em contato com as papilas gustativas (pequenas estruturas responsáveis pela percepção do gosto da comida), maior a sensação de prazer.
4. Use os cinco sentidos. Sinta o cheiro, o paladar, a textura e a temperatura do alimento. Esforce-se para diferenciar os ingredientes.
5. Faça uma pausa maior a cada 3 ou 4 garfadas. Preste atenção na sensação progressiva de saciedade que vai surgindo, perceba que a fome está indo embora.
6.Esqueça a regra de limpar o prato. Só coma enquanto estiver com fome e não porque ainda há comida servida.
7. Comece sua refeição pela salada, e faça desta etapa da refeição a mais tranqüila, apreciando cada garfada, sem pressa de chegar ao prato principal.
Se lhe parece difícil estabelecer o controle, é possível investir em treinamentos. Veja estes exemplos.
Treino 1 Escolha uma fruta de sua preferência e conte o tempo que demora para ingeri-la. No dia seguinte tente aumentar esse tempo: use garfo e faca, dê uma pausa entre os pedaços, mastigue mais. E vá tentando aumentar o tempo, dia após dia. Quanto mais devagar, menos você vai precisar comer para saciar sua fome.
Treino 2Treino 2 Este exercício vai ajudá-la a sentir a diferença entre a fome de verdade e a vontade de comer provocada pela ansiedade. Escolha um dia tranqüilo para tomar um café da manhã como de costume. Aí, não coma mais nada, até que a sensação de fome comece a aparecer (em geral, de cinco a seis horas depois). O estômago contrai, vem uma leve fraqueza. Então, comece a se alimentar, mastigando cada bocado de vinte a vinte e cinco vezes, bem devagar. Faça pequenas pausas a cada dois minutos. Aí, preste atenção como a sensação de fome vai sumindo. Isso é que é a saciedade!
achei nesse endereço:http://boaforma.abril.com.br/desafio/passo1.shtml
Um grande beijo e vamos lá
CONQUISTAR UM DIA POR VEZ

3 de jan de 2009

D...D...D....
OLÁ, GENTE LINDA!!!
Meninas essas férias arrazam qualquer RA. Misericórdia, eu tenhosofrido horrores aqui em casa com tanta comilânça toda hora, aqui tudo é motivo pra comer. Nossa, meu Deus, dai-me forças!!!!!
Segunda-feira eu retornarei em um turno, vamos ver se começo a entrar no ritmo direitinho da RA, aí então vou começar a estabelecer outra vez um dia pra pesagem e voltar a controlar direitinho. Eu queria tanto comprar uma balança pra mim, toda vez que quero me pesar tenho de ir a uma farmácia e por mais que eu tente sempre me pesar no mesmo lugar e horário, muitas vezes não dá. Pior é que agora não vai dar pra comprar pq estou atolada em dívidas, estou construindo um novo quarto pra mim (lindinho, com banheirito que está ficando fofo)e a gente gasta horroressssss.
Amores, até mais, vou encerrar esse post colocando o segundo passo para a minha disciplina em 2009, é do mesmo site do outro.

Vamos lá, devagar e conquistando um dia por vez!!!!!!

passo 2: Monitoração do comportamento alimentar
Se você fosse fazer um determinado exame do coração, teria que permanecer de 24 a 48 horas com eletrodos no peito que, ligados a um aparelho, registrariam o comportamento do músculo cardíaco em todas as situações do seu dia. Aí, seria possível identificar quais os eventos que provocaram alterações importantes nos batimentos, por exemplo.
Para examinar o seu comportamento alimentar, o ideal seria adotar o mesmo método. Mas, como ainda não existe um aparelhinho capaz de fazer esse tipo de análise, você pode anotar de forma detalhada tudo o que comeu e em que condições. Era fome? O que sentiu ou pensou naquele momento? Quanto comeu? O que fez ou sentiu ou pensou logo depois de comer? A fome veio depois de algum acontecimento específico?
Nem todo mundo se sente à vontade para registrar essas emoções, pensamentos e sensações. Mas estudos mostram que esse simples hábito diminui em 10 a 20% o número de calorias que você está acostumada a ingerir. Além disso, permite que você conheça quais as situações que fazem com que você coma demais, ou seja, o que é que leva você a atacar a geladeira mesmo quando não tem fome.
A monitoração é, então, uma forma de autoconhecimento. Dá para reparar, por exemplo, em alguns hábitos que, de tão automáticos, passavam despercebidos. Por exemplo, que toda vez que você senta à frente do computador, saca aquele chocolatinho guardado na gaveta...
Anote tudo:

1. Data/Hora
10/06
10:35
2. O que estava acontecendo?
Esperando um telefonema do namorado
3. O que pensava ou sentia?
Estava com raiva e preocupada porque sempre fico esperando.
4. Era fome?
Não!
5. O que fez depois?
Comi o que tinha pela frenet e me senti um lixo!

2 de jan de 2009

DETERNINAÇÃO...DISCIPLINA....DISCERNIMENTO....
Olá, queridas!!!!
Esses dias estive direto na cozinha aqui em casa, mas aproveitei também para ir fazendo pratinhos saudáveis, claro que não deu pra deixar de fazer aqueles tradicionais que são uma bomba calórica : Leitão assado. Nossa uma delícia, mas um prejuízo em qualquer RA.
VAmos lá com todo gás esse ano novo, conquistar novas metas e ser muito mais feliz, além de mais saudável também, claro.
NOVIDADE:
Vou contar com um apoio bem especial esse ano, preciso realmente de alguém próximo de mim para eu conseguir, afinal quem vive ou vivcveu esse drama é que pode de verdade apoiar nos momentos certos. Eu chamarei de um apadrinhamento que terei, de acordo com o desenrolar das coisas eu postarei as novidades.
Sabia que aqui em casa ninguém bota fé que eu possa emagrecer, pelo contrário é uma zombaria da minha cara, isso é horrível, puxa laaaaaaaaaaaaaaaaaá pro fundão do poço. mas aqui é tão bom poder falar de peito aberto, sem vergona ou medo de ser zombada.
Para atingir minhas metas esse ano vou ter de mudar alguns hábitos e o primeiro será aprender a comer devagar, vou ter de me educar pra isso. Peguei umas dicas, olhem só:

passo 1: Comer lentamente
Comer muito depressa é uma das características mais delicadas do comportamento alimentar de quem quer emagrecer. Você sabia que quando ingerimos a comida devagar nos sentimos saciados com menos alimento? É que o cérebro leva cerca de 20 minutos para mandar embora a sensação de fome, não importa o quanto você tenha comido. Para diminuir a velocidade, considere as dicas a seguir:

1. Coloque pequenas quantidades de alimento no garfo. Deposite os talheres na borda do prato enquanto mastiga devagar.
2. Não coloque outro alimento na boca antes de engolir o primeiro bocado.
3. Saboreie o alimento. Quanto mais tempo a comida permanece em contato com as papilas gustativas (pequenas estruturas responsáveis pela percepção do gosto da comida), maior a sensação de prazer.
4. Use os cinco sentidos. Sinta o cheiro, o paladar, a textura e a temperatura do alimento. Esforce-se para diferenciar os ingredientes.
5. Faça uma pausa maior a cada 3 ou 4 garfadas. Preste atenção na sensação progressiva de saciedade que vai surgindo, perceba que a fome está indo embora.
6.Esqueça a regra de limpar o prato. Só coma enquanto estiver com fome e não porque ainda há comida servida.
7. Comece sua refeição pela salada, e faça desta etapa da refeição a mais tranqüila, apreciando cada garfada, sem pressa de chegar ao prato principal.
Se lhe parece difícil estabelecer o controle, é possível investir em treinamentos. Veja estes exemplos.
Treino 1 Escolha uma fruta de sua preferência e conte o tempo que demora para ingeri-la. No dia seguinte tente aumentar esse tempo: use garfo e faca, dê uma pausa entre os pedaços, mastigue mais. E vá tentando aumentar o tempo, dia após dia. Quanto mais devagar, menos você vai precisar comer para saciar sua fome.
Treino 2Treino 2 Este exercício vai ajudá-la a sentir a diferença entre a fome de verdade e a vontade de comer provocada pela ansiedade. Escolha um dia tranqüilo para tomar um café da manhã como de costume. Aí, não coma mais nada, até que a sensação de fome comece a aparecer (em geral, de cinco a seis horas depois). O estômago contrai, vem uma leve fraqueza. Então, comece a se alimentar, mastigando cada bocado de vinte a vinte e cinco vezes, bem devagar. Faça pequenas pausas a cada dois minutos. Aí, preste atenção como a sensação de fome vai sumindo. Isso é que é a saciedade!
achei nesse endereço:http://boaforma.abril.com.br/desafio/passo1.shtml
Um grande beijo e vamos lá
CONQUISTAR UM DIA POR VEZ